Exportação

Após liberação de exportação, primeiro navio com grãos da Ucrânia é rejeitado por comprador

Agora, a embaixada do país aguarda um novo interessado na compra. 

Published

on

Foto: EPA

Nesta segunda-feira (08), a primeira carga de grãos de milho, que saiu da Ucrânia após acordo com a Rússia para o desbloqueio dos portos do Mar Negro, foi rejeitada pelo comprador. Agora, a embaixada do país aguarda um novo interessado na compra. 

A embarcação carregada com 26 mil toneladas de cereal, que deveria ter sido desembarcada neste domingo (07), continua próxima ao mar turco. Com a desistência, o navio Razoni não pode entrar no porto de Beirute no Líbano. 

O comprador teria desistido do produto por causa do atraso de mais de cinco meses na entrega. A embaixada informou que, agora, busca um novo comprador no Líbano ou em algum outro país da região. 

De acordo com dados de Kiev, há cerca de 20 milhões de toneladas de grãos e cereais parados nos portos ucranianos desde o primeiro dia da invasão da Rússia, em 24 de fevereiro. 

Com o acordo de exportação de grãos firmados, desde o dia 1º de agosto, o navio Razoni e outro cinco navios deixaram os portos pelo Mar Negro. 

COMENTE ABAIXO:
Advertisement